Parque Güell

O Parque Güell é um enorme jardim com peculiares elementos arquitetônicos realizados pelo singular arquiteto Antonio Gaudí.

O Parque Güell deve seu nome a Eusebi Güell, um rico empresário apaixonado pelas obras de Gaudí e que foi seu principal mecenas. Embora a ideia principal fosse a construção de um conjunto residencial de luxo, com o passar dos anos essa ideia foi abandonada e em seu lugar foi construído um parque digno do cenário de um conto.

O parque foi inaugurado em 1922 e, desde então, se tornou uma das principais atrações turísticas da cidade. Em 1984, foi declarado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO.

O que tem de especial?

Com uma extensão de mais de 17 hectares, o Parque Güell está coberto por formas onduladas, colunas com aspectos de árvores, figuras de animais e formas geométricas. A maior parte das superfícies estão decoradas com mosaicos feitos com pedaços de cerâmica coloridos.

O arquiteto, inspirado nas formas da natureza, fez do parque uma impressionante criação ornamental na qual não existem nem a rigidez nem o classicismo. Todas as sinuosas e coloridas formas dos elementos do parque possuem um importante simbolismo, tanto político quanto religioso.

O artista aproveitou o desnível de 60 metros da montanha para criar um caminho de elevação espiritual e, no alto, planejava construir uma capela, que acabou sendo substituída pelo Monumento ao Calvário, um promontório situado na parte mais alta do parque, que oferece a melhor vista da cidade.

O ponto central do parque é uma grande praça na qual se encontra um enorme banco de 110 metros de longitude, com aparência de serpente coberta por pequenos pedaços de cerâmica.

No recinto do parque está a Casa Museu Gaudí, onde o arquiteto morou entre 1906 e 1925, e onde é exposta atualmente uma coleção de obras do arquiteto – sinceramente, não muito interessante.

Junto à entrada principal do parque estão duas casinhas que parecem saídas de um conto de fadas. Uma delas funciona como loja, enquanto a outra, a Casa do Guarda, abriga exposições audiovisuais sobre o passado do parque.

Imprescindível

O Parque Güell é um lugar mágico e peculiar que sempre surpreende seus visitantes. Uma visita a Barcelona nunca estaria completa sem um passeio pelo Parque Güell.

A entrada à zona monumental é paga e há longas filas (entram 400 pessoas a cada meia hora), por isso não é má ideia comprar o ingresso pela internet sem filas e obtendo um pequeno desconto.

Horário

De 30 de outubro a 26 de março, das 8:30 às 18:15 horas.
De 27 de março a 1º de maio, das 8:00 às 20:30 horas.
De 2 de maio a 28 de agosto, das 8:00 às 21:30 horas.
De 29 de agosto a 29 de outubro, das 8:00 às 20:30 horas.

Preço

Zona monumental do parque:
Adultos: 8€.
Crianças entre 7 e 12 anos: 5,60€.
Crianças até 6 anos: entrada gratuita.

Transporte

Metrô: Lesseps, linha L3.
Ônibus: linhas H6, 24, 32 e 92.
Ônibus turístico: linha vermelha.