Visita guiada por Sant Pau
US$25,70
Sem preços extras nem custos ocultos
Cancelamento gratuito até 24 horas antes

Atualmente, não temos datas previstas para a realização dessa atividade.

O recinto modernista Sant Pau, declarado Patrimônio da Humanidade, é uma das joias arquitetônicas de Barcelona. Conheça o interior do local com este tour.

Fachada do antigo hospital de Sant Pau
Arquitetura modernista do complexo Sant Pau
Interior do recinto Sant Pau
Jardins do recinto Sant Pau

Itinerário

Nossa visita guiada pelo recinto modernista de San Pau começará em frente à entrada do complexo, situado no número 167 da carrer Sant Antoni Maria Claret.

No início do século XX, o arquiteto Pere Domènech i Roura projetou o chamado Hospital de Santa Creu i Sant Pau, formado por diferentes pavilhões. Esse grande complexo de saúde deu lugar a um centro muito mais moderno, mas o antigo recinto ainda permanece como uma das principais joias do modernismo catalão. Durante a nossa visita, percorreremos diferentes pontos dessa grande obra arquitetônica, declarada Patrimônio da Humanidade.

Para entender melhor os motivos pelos quais se decidiu construir o complexo de Sant Pau, visitaremos um dos espaços mais singulares do recinto: o pavilhão de Sant Salvador, onde há uma exposição sobre a história da medicina. O edifício também abriga uma interessante exposição sobre a arquitetura modernista catalã, cujas principais características se refletem nessa grande obra.

Depois de percorrer outros destacados pavilhões do recinto, finalizaremos o tour visitando os jardins de Sant Pau, onde também apreciaremos a marca inconfundível do modernismo.

Ver a descrição completa
US$25,70
Sem preços extras nem custos ocultos
Cancelamento gratuito até 24 horas antes

Atualmente, não temos datas previstas para a realização dessa atividade.

Cancelamento gratuito

Grátis! Cancele sem gastos até 24 horas antes da atividade. Se cancelar com menos tempo, chegar atrasado ou não comparecer, não será oferecido reembolso.

Ponto de encontro

Carrer Sant Antoni Maria Claret, 167.